Controle sobre os resíduos de demolição de casas e prédios.

O processo de desenvolvimento das cidades e a necessidade de substituição de construções já antigas, aliadas ao momento econômico de crescimento do País, contribuem para que o cenário atual da construção civil esteja repleto de processos de demolição de casas, demolição de prédios e demolição dos mais diversos de construções. Isso influencia diretamente na quantidade de resíduos de demolição gerados e, consequentemente, nos problemas decorrentes disso.

Um fator que influencia diretamente a quantidade de resíduos gerados é o nível de desenvolvimento da cidade, pois esse reflete o grau de atividades econômicas e, com isso, os hábitos adquiridos e serviços prestados, e, dessa forma, o volume de resíduos decorrentes destes. Sendo assim, é provável que os problemas mais intensos relacionados com a gestão de resíduos provenientes do processo de demolição de casas, prédios e outras construções, estejam concentrados nas vinte e seis regiões metropolitanas do país, onde vivem cerca de 40% da população brasileira.

A D&D reafirma o seu compromisso de seguir à risca todos os procedimentos elaborados pelos órgãos fiscalizadores e de segurança, para que todo o processo demolitivo, seja proveniente da demolição de casas ou prédios, aconteça da forma mais tranquila e segura possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>